Transmissor Telegrafia TOKO 50W

NEUTRALIZAÇÃO DO TANQUE FINAL

toko foto_tanque_neg

É muito importante a neutralização do tanque final é, isto evita que sinais espúrios sejam amplificados neste estágio. Entretanto a construção do neutralizador deve ser feita com muito cuidado e critério. O trimer de 30pF utilizado deve ser daqueles com isoladores de porcelana, totalmente isolado da massa, em série com capacitores de 4,7pf de mica cerâmica, com isolação de pelo menos 2KV. No momento do ajuste deve se utilizar de uma chave de fenda feita com material isolante, pois de forma alguma deve-se encostar algum material metálico neste circuito, pois a tensão neste ponto é máxima e extremamente perigosa, bem como não pode entrar em curto as placas do trimer. Muito, mas muito cuidado com esse circuito.

O FILTRO APS

Este é constituído de uma pequena bobina feita 6 espiras unidas, de fio numero 1,5mm esmaltado, com diâmetro externo de 5mm, (sem espaçamento entre as espiras) soldada ao lado de um resistor de 100 ohms, não indutivo, pode ser de carvão ou metal filme, nunca de fio.

BOBINA DO TANQUE FINAL

toko foto_tanque

Esta bobina é composta de 15 espiras de fio 14 AWG esmaltado, sobre um núcleo de material isolante, de 35mm de diâmetro, cada espira é separada uma da outra por 1mm de distância, ocupando um espaço total de 41mm de comprimento. Para enrolar esta bobina você pode utilizar uma forma de porcelana, própria para bobinas, ou utilizar um cano de PVC nesta medida, e mandar torneá-lo com passo de 1mm, ou utilizar um barbante para enrolar junto com o fio, separando uma espira da outra.

CAPACITORES DO CIRCUITO TANQUE

O Capacitor de placa deve ser de mais ou menos 100 a 250 pF e de boa isolação entre as placas. O Capacitor de antena, é um capacitor em tandem triplo de 410pF por secção. Muitas vezes encontramos capacitor de 360pF por secção, neste caso, se no momento da sintonia o capacitor de placa não atuar, isso significa que falta capacitância, coloque capacitores fixos em paralelo com este em torno de 180pF a 200pF ou mais se necessário, com isolação de pelo menos 1kv.

MANIPULAÇÃO

Inicialmente a manipulação era feita diretamente pelo manipulador, entretanto cada vez que se fecha o manipulador surge uma faísca, e junto com a faísca a carbonização dos contatos do manipulador. Diante disto passei utilizar um relê de nobreak acionado por um transistor BC549, funciona muito bem esse circuito, mas a noite o relê parece um cavalo trotando sobre a mesa; então resolvi partir para um outro sistema de manipulação do catodo, desta vez sem usar relê, mas usando um MOSFET IRF 840B, acionado por um BC558, o resultado é excelente, não poderia ser melhor !!!

toko manipulacao          toko foto_manipulacao

Inicialmente eu utilizava o oscilador a cristal oscilando direto, enquanto a manipulação era feita somente na válvula de saída. Não sei por que mas esse sistema fazia aparecer um  pequeno zumbido que ficava meio que paralelo a transmissão manipulada, e isso incomodou alguns colegas mais críticos. Eu havia projetado inicialmente o oscilador oscilando direto em função da possibilidade de produzir piado se fosse manipulado juntamente com a válvula do tanque final, mas descobri que neste caso, oscilador à cristal, não ocorreu piado quando resolvi ligar o resistor de 100 ohms do catodo do tríodo da 6U8A junto com o catodo da 6146 e manipular tudo junto. Isso resolveu o problema do zumbido paralelo e tornou muito cômoda a monitoração do sinal transmitido, só arrancando elogios de muitos amigos.

Outra coisa importante, é que mesmo utilizando um oscilador à cristal, também utilizei capacitores de mica prateada. Talvez seja um exagero, mas como dispunha desses capacitores de mica prateada, não abri mão de utilizá-los.